HOME
ARTIGOS
GÊNESIS
PROFECIAS
OPINIÃO
REFLEXÕES
LIVROS
FILMES
ENTREVISTAS
LINKS
CONTATOS
Livro de visitas/Fórum
   
 




ARTIGO: POR QUE PEDRO NEGOU A CRISTO TRÊS VEZES?


AVISO: Peço Milhares de perdãos  as pessoas que deixaram mensagens no site da BC. Em razão de diversos problemas pessoais não pude dar o retorno esperado. Volto com um grande desejo de dar mais contribuições. Informo ainda que este site é um projeto muito especial pra mim. Não desejo promoção pessoal nenhuma. Este projeto é apenas um sonho que divido com todos vocês. Que Deus abençoes a todos nós.

Cordialmente GLFS

 

PENSAMENTO DE SETEMBRO

"Tudo o que vocês quizerem que as pessoas façam a vocês, façam-no também a elas "                                                                                                                   JESUS

PENSAMENTO DE AGOSTO

“Se não sabes, aprende; se já sabes, ensina." - Confúcio

PENSAMENTO DE JULHO

Labor omnia vincet


Estamos vivendo ainda num grande Império Romano     Autor: GLFS.


Aqueles que não são justos são péssimos exemplos até pra si mesmos.  Autor: GLFS.


Aquele que não tem medo de morrer não serve como escravo . Provérbio  Chinês 


Seja a mudança que você quer ver no mundo.     Autor: Ghandi


Aqueles que veêm o mundo com os olhos da caridade são aqueles que verdadeiramente choram todos os dias.  Autor: GLFS


 A bíblia é um livro de doutrina sobre fenômenos sobrenaturais não observaveis.

                                                                                          Pe. Quevedo                  



Quando eu era jovem minha imaginação não tinha limites, sonhava mudar o mundo.

Quando fiquei mais velho e mais sábio, descobri que o mundo não mudaria: então restringi um pouco minhas ambições e resolvi mudar apenas meu país.

Mas o pais parecia imutável.

No ocaso  da vida, em uma última e desesperada tentativa, quis mudar minha família. Mas eles não se interessavam nem um pouco dizendo que eu sempre repeti  os mesmos erros.

Em meu leito de morte, enfim descobri: se eu tivesse começado por corrigir meus erros e mudar a mim mesmo, meu exemplo poderia transformar minha família.

O exemplo de minha família talvez contagiasse a vizinhança, e assim eu teria sido capaz de melhorar meu bairro, minha cidade, o país, e, quem sabe, mudar o mundo...
 

     Palavras escritas no túmulo de um bispo anglicano, em uma catedral na Inglaterra.



 Arqueólogo data minas de cobre do rei Salomão 

RICARDO BONALUME NETO

da Folha de S.Paulo 

 
Novas escavações em um complexo de mineração e fundição de cobre na Jordânia recuaram a data de utilização do local em mais dois séculos, com isso indicando que os reis israelitas David e Salomão poderiam ter obtido o metal ali no século 10 antes de Cristo. 

 O sítio de Khirbat en-Nahas fica na região conhecida na Bíblia como o reino de Edom. Ele foi primeiro escavado pelo arqueólogo americano Nelson Glueck na década de 1930. Glueck afirmou ter descoberto as "minas do Rei Salomão". PNAS

 
Caverna virtual usada na reconstituição do sítio na Jordânia; reis David e Salomão poderiam ter obtido o metal ali no século 10 a.C.


Esse tipo de interpretação era comum nesse "período de ouro" da arqueologia bíblica, quando as escavações eram feitas baseadas em interpretações literais do Velho Testamento. 

 
"Arqueólogos como Glueck metaforicamente carregavam a colher de pedreiro em uma mão e a Bíblia na outra, procurando na paisagem arqueológica do sul do Levante a confirmação da narrativa bíblica, dos patriarcas até a monarquia unida de David e Salomão, até outros personagens, locais e eventos mencionados no texto sagrado", escreveram os autores do novo estudo. 

 
A pesquisa foi publicada hoje na revista científica "PNAS", da Academia de Ciências dos EUA, por uma equipe internacional de 11 pesquisadores liderada por Thomas Levy, da Universidade da Califórnia em San Diego. 

 
Essas interpretações literais foram perdendo adeptos a partir da década de 1980. Muitos pesquisadores passaram a duvidar da existência histórica de personagens bíblicos que não tinham confirmação por outras fontes. Os eventos mais antigos teriam sido criação dos homens que editaram a forma final dos livros bíblicos, no século 5º a.C. 

 
Sociedades complexas 

 
Levy e colegas fizeram novas datações dos resíduos da fundição, especialmente do carvão usado nos fornos, e obtiveram datas dos séculos 10 a.C. e 9 a.C. 

 
Para Levy, os dados coletados agora são "evidência de que sociedades complexas estavam de fato ativas nos séculos 10 a.C. e 9 a.C. e isso nos traz de volta o debate sobre a historicidade das narrativas da Bíblia relacionadas a este período". 

 
Outra descoberta importante foram amuletos egípcios achados em Khirbat en-Nahas. Eles poderiam estar vinculados a uma invasão militar realizada após a morte de Salomão por Shoshenk 1º, primeiro faraó da 22ª dinastia egípcia -chamado de Sesac na Bíblia. 

 
"Sesac, rei do Egito, marchou contra Jerusalém. Tomou os tesouros do templo de Javé (...); apoderou-se de tudo, até dos escudos de ouro que Salomão fizera", diz a Bíblia. 

 
A incursão do faraó também está descrita em hieróglifos no Egito descrevendo as cidades que ele tomou na Palestina. 

 Os arqueólogos usaram ferramentas digitais para demarcar precisamente o sítio e fazer reconstruções tridimensionais. Há cerca de cem edifícios antigos em Khirbat en-Nahas, incluindo uma pequena fortaleza.

 
FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u461180.shtml

                                                 


O autor esteve preso durante 14 anos nas piores e mais cruéis cadeias da Romênia. Os guardas tentaram forçá-lo a confessar que pertencia a uma rede de espionagem imperialista. Foi torturado, açoitado e obrigado a ingerir drogas. Apesar de tudo ele resistiu e ficou firme. Passou dois anos na "cela da morte", assim denominada, por não ter voltado ninguém dali com vida.
Uma narrativa que mostra com nitidez a realidade dos mártires das Igrejas Subterrâneas. Você verá, que apesar de tanto sofrimento, Deus foi glorificado, e muitas almas foram levadas aos pés do Senhor Jesus. Essa leitura fará você chorar, rir, e sobre tudo, glorificar o Grande e Maravilhoso Deus a quem servimos.



"Se não sair em três horas, é preciso deixar para outro dia." Refere-se aos demônios. O padre José Antonio Fortea fala do diabo e dos demais demônios com uma familiaridade espantosa. Sempre a sério, com a razão à frente, cheio de experiências. Os descrentes, no início, têm a tentação de zombar, e os crentes não dão crédito. Ouvindo-o, a razão e a fé se comportam como os dois pratos de uma balança: na medida em que uma sobe, a outra desce.

Há testemunhos de como padre Fortea discute com o diabo, inclusive gravações em vídeo. Alguns contam com espanto, negando-se a acreditar; outros, com a fé do carvoeiro. Quem veio para descobrir o segredo do truque desistiu de buscar explicações. Nem acredita nem deixa de acreditar. Simplesmente não sai do assombro.

Na Espanha atuam cinco exorcistas. Os bispos guardam os nomes em segredo. Mas o padre Fortea é público e notório (no site www.fortea.es expõe uma galeria de livros, fotografias e opiniões, com grande visibilidade). E sabe onde estão os outros exorcistas, aos quais envia os casos que lhes correspondam.

O ofício do exorcista católico tenta ser rigoroso, como certifica o Vaticano, que organiza cursos para preparar sacerdotes "para expulsar espíritos malignos daqueles possuídos pelo demônio". As aulas duram dois meses e se desenvolvem no prestigioso Ateneo Pontificio Regina Apostolorum. As lições são sobre a antropologia do satanismo e a possessão diabólica, e sobre o contexto histórico e bíblico. A notícia do último seminário foi divulgada pela BBC de Londres.

O padre Fortea veste batina com um duro colarinho branco, estudou teologia na Universidade de Navarra e é pároco de Anchuelo, um povoado de 700 habitantes nas proximidades de Alcalá de Henares. Seu bispo o enviou para lá para que tivesse mais tempo de escrever livros e dar conferências. O prelado auxiliar de Madri e porta-voz da Conferência Episcopal, Juan Antonio Martínez Camino, dirigiu sua tese na faculdade de teologia da Pontifícia Universidade Católica de Comillas. Intitula-se "O Exorcismo na Época Atual". O sábio teólogo são Tomás de Aquino escreveu a "Suma Teológica". O padre Fortea publica agora sua "Summa Daemoniaca", um tratado completo de demonologia (editado na Espanha pela La Esfera de los Libros). Entre seus outros livros há um que se intitula "Exorcística", um manual de uso imprescindível por seus colegas.

O aspecto de Fortea é o de um padre da Opus Dei. De aparência tímida, voz contida, mas firme nos princípios, quase desafiador, fala com a segurança dos convictos, inclusive sobre as reticências de seus superiores pelo fato de ele sair tanto na mídia. Nasceu na mesma cidade que são Josemaría Escrivá [o fundador da Opus Dei], Barbastro (Huesca), em 1968. Mas não. "Não sou da Opus Dei, nunca fui. Fui a Navarra porque sua faculdade de teologia é uma das melhores do mundo, e em seu seminário havia uma grande vida espiritual. Sabia que sempre me considerariam da Opus Dei por ter ido, mas não me importava. O importante era me formar bem", afirma.

Há uma sessão de exorcismo concreta, precisa, reiterada, com nomes e sobrenomes, que o mergulha em angústia e intermináveis orações. Ele a relata verbalmente, e está narrada no livro que publica agora. Trata-se de Marta, um caso de possessão demoníaca, segundo o diagnóstico do exorcista.

Marta era uma universitária "quando apareceram os primeiros sinais de possessão: transes, convulsões, conhecimento de línguas por ela desconhecidas, aversão ao sagrado, etc. Em três ocasiões chegou a levitar. Nem sua mãe nem eu temos a menor dúvida sobre o caráter sobrenatural do que ela sofria", diz Fortea.

O escritor Lorenzo Silva, que viu Fortea "lutar contra o Inimigo", resume: "A cena é poderosa. Um possesso agitando-se e gritando todo tipo de blasfêmias com voz horrenda, e o exorcista tranqüilo, rezando seus latins e conjurando o demônio a que diga como entrou e a sair do infeliz. É só isso, oração durante horas. Não mais de três por sessão. Se com três horas não sair, é preciso deixar para outro dia."

Passaram cinco anos e Marta continua possuída. "Cinco anos de orações, à razão de mais de três horas semanais em média, é algo que acaba com a paciência de qualquer um", reconhece o padre Fortea. Confia em vencer o demônio e que Marta voltará a ser como foi. Já liberou outros possuídos, pelo menos quatro. Muitas outras pessoas que parecem possuídas ele enviou para o psiquiatra ou a previdência social. Mas nunca lhe falta trabalho. "Sim, sempre há casos. O último foi na semana passada. Mas não significa que toda semana haja casos novos. Há três ou quatro novos por ano. E alguns exigem orações durante meses", disse na última quinta-feira.

"Nas sessões saem muitos demônios", diz Fortea. É que há demônios e demônios. Satã é o mais poderoso -o Novo Testamento o chama de Diabo-, mas também Belzebu, Lúcifer, Lilith... "Cada demônio pecou com uma intensidade determinada, isso se vê claramente nos exorcismos. Há alguns demônios que pecam mais por ira; outros por egolatria; outros por desespero. Há os falantes, há os mais arrogantes; em um brilha de modo especial a soberba, no outro o pecado do ódio. Embora todos tenham se afastado de Deus, alguns são mais maus que outros."

Apesar de suas relações com os demônios, Fortea concorda com o papa em que o inferno, como lugar concreto, não existe. Não é que compartilhe a afirmação de Schopenhauer -"o inferno é o mundo"- ou a de Sartre -"o inferno são os outros"-, mas quase. "O que são os campos de concentração senão o inferno? Grandes demônios Hitler e o doutor Mengele, por exemplo. O inferno é viver a ausência de Deus. Mas Deus tem de ser justo. Não pode não acontecer nada. O inferno é uma necessidade de justiça", diz. Sobre outros assuntos pode sair pela tangente. Afinal, "até Deus, às vezes, gosta de não ser sério; às vezes tem um senso de humor incrível".

Um dia na vida de José Antonio Fortea lembra a rígida divisão horária de "O Nome da Rosa", de Umberto Eco, um de seus romances preferidos. Solitário e austero, em um quarto escuro, rodeado de livros, muitos livros, o jovem exorcista de Alcalá de Henares começa o dia com a oração de laudes, toma o desjejum, escreve até o meio-dia -"livros de teologia ou novelas"-, reza, vai à paróquia (de manhã e à tarde) para atender às pessoas que o procuram, volta a rezar, almoça em casa enquanto vê reportagens do Canal História, joga uma partida de xadrez, reza de novo, escuta música clássica ou de bandas sonoras, janta vendo mais reportagens ou um filme -"vejo aos pedaços, só meia hora em cada jantar"-, e antes de deitar-se reza outra vez, lê a Bíblia e faz o exame de consciência. "Para inveja dos insones, adormeço em três minutos. E lembro o que sonhei cada noite, com toda a clareza."

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Visite o site do El País

 

 



         Os pergaminhos do Mar Morto foram descobertos em 1947, também, nesse mesmo local, encontrou-se intacto o Livro de Isaías. Além da Bíblia, os Pergaminhos do Mar Morto demonstram a cultura,crenças, práticas como rituais de batismo, alimentações da época e divisões de patrimônio que foram absorvidas pelos primeiros Cristãos. Segundo alguns especialistas, foram as formas comunitárias diferentes do judaísmo que fizeram com que os Essênios escolhessem o isolamento na inóspita área do Mar Morto.         

Os pergaminhos do Mar Morto foram descobertos em 1947, também, nesse mesmo local, encontrou-se intacto o Livro de Isaías. Além da Bíblia, os Pergaminhos do Mar Morto demonstram a cultura,crenças, práticas como rituais de batismo, alimentações da época e divisões de patrimônio que foram absorvidas pelos primeiros Cristãos. Segundo alguns especialistas, foram as formas comunitárias diferentes do judaísmo que fizeram com que os Essênios escolhessem o isolamento na inóspita área do Mar Morto. 

     As tábulas de argila de Ebla foram descobertas em 1964. Essas tábulas confirmam muitos nomes e locais do Antigo Testamento. O calendário Assírio, em escrita cuneiforme, que vinculava os acontecimentos políticos da nação com movimentos dos planetas e das estrelas, está ajudando a diversos especialistas  indicar com precisão datas e eventos ocorridos no Velho Testamento.


A morte do Sol

Imagens da Nasa comprovam que a superfície solar nunca esteve tão enfurecida”.. Há novas explosões a cada segundo. O Sol já agoniza e,como toda estrela, aproxima-se de seu fim.

Caverna usada para batismo por João Batista é encontrada em Israel.
Uma das descobertas mais importantes da História Cristã  foi encontrada pelo Arqueólogo Shimon Gibson em Israel.



A ciência utiliza para provar ou concluir sobre qualquer tema, métodos sistemáticos de raciocínio baseados num conjunto de evidências que se relacionam direta e/ou indiretamente uns com os outros. A Bíblia apresenta fatos que são provados cientificamente.

Arqueólogos acham indícios de que Golias existiu

Jerusalém - Arqueólogos israelenses descobriram vestígios que parecem confirmar a existência do gigante Golias e inclusive de sua batalha contra Davi, narrada na Bíblia.


Governo noruguês revela abrigo para o "Apocalipse”.

O Governo norueguês desvendou finalmente como vai ser o abrigo que concebeu para acolher todas as variedades conhecidas de sementes, que ficam assim protegidas de eventuais catástrofes, como uma guerra nuclear, o embate de um asteróide ou as alterações climáticas. A construção começa em Março de 2007.


Doar por caridade libera dopamina, diz estudo 
"Em se tratando de uma caridade anônima, relacionada a causas das quais não se têm retorno, o que poderia motivar o doador?", questiona reportagem desta quinta-feira na "The Economist". De acordo com a revista, a neurociência explica que doar nos faz sentir bem.


WALLPAPPER DO MÊS  ( Clique aqui )


 

                                                           

                                                                    Ad Majorem Dei Gloriam